segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Quem é ela? Marcia Etelli Coelho


Moça bonita,

de pele morena,

cabelos compridos,

olhar sensual.


Não é a Tereza

da lida cansada

de ver tantas guerras

em seu coração.


Nem mesmo a Helena

do ilustre Machado

que assiste ao dilema

e ao fim da ilusão.


Não é Manuela,

amante de Quincas

que em berro revela

que a morte é bem-vinda.


Mas morta está Dora,

ardente na areia.

Bem antes da hora

se fez uma estrela.


Pastores da noite

perguntam de novo:

Quem tem o açoite

de um beijo tão doce?


Não é Iracema

dos lábios de mel.

Não tem dois maridos.

Flor? Também não é...


Sequer é Ester,

tão culta e bonita,

na busca ela quer

outra terra infinda.


Não é a Tieta

que veio do agreste.

Ela é bem mais jovem,

por vezes, moleque.


Não é de Ipanema,

mas anda com graça,

provoca zoeira

por onde ela passa.


Tocaia ligeira

desvenda o disfarce:

Seara vermelha

é tenda milagre.


Parece andorinha

do gato angorá.

Cacau da Bahia,

seu charme é de lá.


Perfume de cravo,

A cor ? De canela.

No sonho de Amado

ela é Gabriela.

Poema premiado no Concurso "De Vidas Secas a Gabriela" coordenado pelo Centro Cultural São Paulo e o grupo Poemas a Flor da Pele.