domingo, 1 de julho de 2012

Se isto não é amor - Gláucia Regiane Nunes

Se soubesses o que realmente significa o amor não terias me deixado...
Todas as mulheres que passaram em sua vida lhe deram do que tinham... toda doçura, toda amabilidade, toda generosidade, todo carinho.
Mas eu lhe dei do que eu não tinha...
Eu não tinha carinho, eu não tinha amabilidade, eu não tinha amor... Mas busquei retiar tudo isso de onde eu nem sabia, de onde eu nunca havia tentado tirar...
Elas te deram do que já tinham a oferecer a outro... Eu te dei do que jamais havia oferecido...
É como na história bíblica da mulher viúva. Em que todos os ricos ofereciam muias moedas ao Tesouro do Templo, mas a pobre viúva lançando duas moedinhas foi vista por Jesus como a que ofertou o melhor valor para Deus, pois que todos estavam dando do que lhes sobejava, ela, porém, ofereceu tudo o que tinha.
Não me destes a oportunidade de construir todo meu amor por você, que seria único e só teu...
Preferistes ir atrás de um amor já usado, que apenas te seria repassado, compartilhado... o meu seria só teu...
Preferistes aguardar que o tempo lhe trouxesse um amor amaciado, pronto, rápido... o meu seria amaciado por teus braços, seria preparado por sua voz, lento, mas só teu...
Eu não tinha nada, mas tentei ser o teu tudo.
Eu não sabia amar, mas busquei os mais complexos conceitos em busca de te fazer feliz.
Agora eu sei o que é o amor, mas você pensas que sabe, mas não tivestes o amor verdadeiro, aquele que eu estava disposta a construir solo teu...
Eu tentei... na primeira chance, na segunda chance e na terceira chance... mas não quisestes me dar outra.. porque julgaras não ter tempo em me esperar...
Eu perdi a chance...
E você perdeu o amor.