quarta-feira, 9 de maio de 2012

Insônia - Jaqueline Lopes

O anoitecer tem seus mistérios...
Traz a escuridão e o tempo silencia.
Repouso minha cabeça, o descanso almejando.
Fecho os olhos que ardem da luz de um passar que não vi o dia...
Surgem os pirilampos, luzes piscantes, o que não sei sinalizando;
Como uma orquestra centenas de insetos em meus ouvidos fazem sua sinfonia,
desconcentrando o que penso na tentativa de ordenar meus pensamentos.
À espera de um sono, adormecer no despertar do canto... De pássaros que cantam
a chegada de um novo dia!