terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Happy Valentine's Day - Um Exilado

Hoje escrevi uma carta para ela. Coisa meio fora de moda, eu sei. Principalmente com tantas tecnologias a serviço do homem.
E quanto a garotos como eu? A Tecnologia também está a meu favor? Há controvérsias,mas deixa quieto.

Fiquei no maior bode sentado na cama - pensando nela, só para variar - mas nada me livrava do mau humor.
Para quem conhece minha HISTÓRIA (em caps log mesmo, porque o caso está ficando épico), sabe que há mais de quatro anos estou longe de meu coração. Para quem não conhece, vou resumir resumidamente:

Conheci meu coração através da foka loka, filha da minha tutora quando eu estudava na FEUSP (tempo pra cara...mba).
Adicionei a foka loka no meu perfil do creti do orkut e, graças a montes e montes de comentários em fotos que mais pareciam debates, encontrei meu coração. No começo ela só me dava bordoada e eu ficava cada vez mais interessado nela.O inevitável aconteceu. Ela também se apaixonou.

Tentei encontrá-la pessoalmente, mas nada dava certo e tinha umas pessoas do mal contra nosso amor.
Por ela fiquei sem mesada, levei bronca, quase fui expulso e por pouco não fui preso.
Só pra constar: Tenho quase 19 e ela quase 16.

Depois disso fui para NY e depois England.

Em todos os Natais fui atrás dela, mas ela nunca estava em casa.O anel que comprei para ela atravessou comigo o Meridiano e eu fui atravessado por ele.
Fiquei um caco. Comecei fantasiar feito louco e acho que estou meio louco, afinal de contas.

Minha tutora me ajudou a segurar a onda. Falou para eu ter paciência.
Segurei a onda... mais ou menos... e enfiei a cara no trabalho.

O problema é que a cada dia que passa o desespero aumenta.
Você já sentiu tanto amor por uma pessoa a ponto de ter dor na alma?
Já perdeu as esperanças, a paz já fugiu de você como se mil demônios estivessem no seu encalço?

É assim que me sinto toda vez que penso nela.
Ou seja,... Sempre...

Te amo, coração. Um dia esse tormento amargo terá fim e será o início de um doce tormento...