terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Pessoas - Atanágoras Smetana Fernandes Sena

Nós somos nós, a sós
No escuro somos um, nus
Somem a nós, sêmem
Semente de nós, suman

Tu que tens a voz, falas
Vós que tendes visão, vedes
Ver de novo a vida, viva
Eles que não virão, verão

Ele que tem amor, a morte
Segue mas não consegue, um norte
Consigo não acompanha, a sorte

Eu que falo pouco, rouco
Louco, só ando roto, solto
Torto, para no fim, morto.

Essa poesia recebeu menção honrosa no Concurso Novo Milênio de Literatura 2011 da Faculdade Novo Milênio.