sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Na noite morta - Newton Braga

A insistência desse violão:

(na noite morta, fria, estrelada,
como faz mal essa toada
triste, dolente, que erra no ar,
que vem direta, fina, doente,
envenenar a alma da gente!)

A insistência dessa saudade!...