quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Coisas de Joana - Laé de Souza

Joana com o marido:

Você precisava ser igual ao marido da Márcia, trata-a com o maior carinho.
acabou de lhe comprar um carro zerinho, sai com ela para passear todo fim
de semana e ainda ajuda a família dela, sem qualquer reclamação...

Joana com os filhos:
Vocês precisam mudar de comportamento. Vejam só os filhos da Martinha.
Uns amores. Obedecem cegamente á mãe, só tiram notas boas, não vão  a
bailes à noite, nem reclamam de ajudá-la na limpeza da cozinha...

Joana com a sogra:
Ah, sogrinha, se não fosse você não sei onde deixaria meus filhos para este passeio.
Cada vez te gosto mais. Beijo.

Joana com a vizinha Márcia:
Meu marido é maravilhoso. Basta eu pensar em alguma coisa, parece que ele adivinha
e me traz.Me beija e me faz carícias o tempo todo.

Joana com a amiga Martinha:
Deus me agraciou com os filhos que tenho.Obedientes ao extremo, amorosos...
Melhor impossível.

Joana com a amiga Rita:
Sogra pior do que a minha não existe. Se eu soubesse que ter filhos era essa dor
de cabeça e que eles agiriam assim, jamais os teria. Só uma boba como eu mesmo,
para aguentar um marido desse e ficar ali firme, suportando tudo calada.
O homem é de uma frieza e desligamento impressionantes.