segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Poetas - Márcia Rocha

Não queiram entender poetas!
Não queiram saber suas dores,
São feitas de lágrimas sentidas,
De solidão trancada e sofrida,
De amores que deixam feridas.

Aceitem-me assim como sou,
Não gosto de exibir minha dor,
Afasto-me até que meu coração
Deixe exposta sua essência e sabor.

Cada um sente de maneira diversa
Cada pessoa tem emoção incerta,
O silêncio é companheiro certo,
O amor é a roda que move a terra.

Não deixem de sentir amor!
Não se afastem do meu amor!
O tempo nos brinda com seu calor.
Sou feita de alegria e refém do amor.

Márcia Rocha