quarta-feira, 14 de setembro de 2011

O Tempo II - Ataíde Lemos

Se pudéssemos voltar no tempo
Tanta coisa poderia ser diferente
Mas, o tempo jamais volta atrás
Faz as histórias e segue em frente.
 
Ele deixa marcas, lembranças, saudade...
Acrescentando em nossa vida sentimentos
Que se eternizam e fixam em nossa memória
Os belos, porém, também os tristes momentos.
 
Mas, ao mesmo tempo, o tempo é remédio
Porque ele se incumbe de quase sempre curar
Certas dores que imaginamos não suportar.
 
O tempo é uma estrada pela qual percorremos
De mão única, porém, ao passarmos ela se desfaz
Deixando boas ou amargas lembranças que vivemos.



Ataíde Lemos