quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Café Amargo - Nena Medeiros

Depois de alguns meses separados, encontram-se por acaso num shopping.
Cumprimentos constragidos, ele a convida para um café. Ela aceita.
__Você está linda! - ele diz.
E é verdade. A dor da separação lhe foi benéfica.
Ela sorri,dando maior beleza ao quadro.
O café está bom. Espumante, forte, como eles gostam.
__Sinto sua falta - ele confessa.
__ Estou aqui - ela responde fingindo indiferença, após um outro gole.
__ Você entendeu - ele insiste.
__ Você também. E levanta-se deixando sobre a mesa o dinheiro do café e as vãs esperanças dele.


Nena Medeiros in Contos Crônicos 2