quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Amor tão lindo - Marisa de Medeiros

(...) tal qual a lua
entre as nuvens,
teu perfume no ar,
tempestade e ventania,
na brisa estrelas a brilhar;
tímida a madrugada
convida-me a cantar,
um violão, uma serenata
na memória uma
canção de ninar;
doce melodia...
lembranças e
pensamentos,
faz-me voar...
de encontro aos
sonhos teus, no espaço
de sonhar e amar;
no céu a lua cheia...
aqui estou a chorar;
esse amor é tão lindo
não há como explicar
e nada no mundo
que se possa comparar
ah, como eu te amo.



Marisa de Medeiros