segunda-feira, 18 de julho de 2011

Volta pra mim - Marisa de Medeiros

hora baixinho
o coração;
tanto frio na solidão;
não é o inverno
que esfria, é a
dor de amor que
arrepia, leva o sono
entedia, inquieta e
soletra a saudade,
a vontade e o prazer.


ama baixinho
o coração;
tanto calor na emoção;
não é o verão
que esquenta, é o
sabor do amor
na memória que
molha as lembranças,
a esperança, canta e
pede pra você voltar.

 Marisa de Medeiros