segunda-feira, 18 de julho de 2011

Nascimento e Morte de Jesus - Guerreiro da Luz (Edu Sol)

No céu todo iluminado
Risca uma estrela cadente
Os magos exclamam exaltados,
É o Messias que está presente.

Apressam-se para ir ao encontro,
Do Deus menino tão esperado.
Encontram-no numa manjedoura deitado
E a Virgem Maria ao seu lado.

Maravilhados os reis magos
Ao menino são levados.
Com ouro, incenso e mirra,
O filho de Deus é presenteado.

Ciente do nascimento o rei Herodes
Fica muito preocupado,
Pois as previsões dão que um menino
Como Rei será empoçado.

Determina aos seus soldados
Que todo recém nascido seja assassinado.
José prevenido por um Anjo do Senhor
Foge com a família para o Egito como lhe foi aconselhado.

Cresce o menino saudável.
Sua inteligência é admirável.
Palestrando na Sinagoga
Deixa os mestres assombrados.

-De onde veio esse menino,
Com essa inteligência invejável?
- É filho de José o carpinteiro,
E de Maria, mulher escolhida pelo admirável.

No Monte
Ao povo ele pregou
Exaltava o nome do Pai
Como o único salvador.

Traído pelo seu povo,
Pôncio Pilatos lavou as mãos,
Entregou ao povo a decisão.
Este soltou Barrabás e a Jesus condenou.

Humilhado e cruelmente torturado,
Pelos soldados romanos foi coroado.
Uma coroa de espinhos
Em sua cabeça foi colocada.

O galo cantou três vezes
Pedro ficou apavorado
Prometera ao mestre
Que dele não seria separado.

Pela estrada pedregosa
A cruz arrastava, pesava-lhe nas costas.
Numa queda surge-lhe uma alma caridosa.
Simão, que em seu corpo a cruz recosta.

No Gólgota já enfraquecido ele chegou.
Seus algozes na cruz o seu corpo colocou
As mãos e os pés pregados sangraram.
E Maria assistindo a tudo, chorou.

No auge do sofrimento
Jesus olha para o céu e roga dizendo:
Pai perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem!
E os soldados sortearam suas vestes, pois as estavam querendo.


Sabendo da aproximação da morte
Num último alente, ele diz:
Está tudo consumado.
Pai! Em tuas mãos entrego meu espírito.

Autor – Guerreiro da Luz –Edu Sol