segunda-feira, 18 de julho de 2011

Meu Salvador - Menduiña

Por vezes tentei
andar só

Procurei o amor,
vi reluzir

Ouro por onde
andei, fiz

Tudo que podia
pra ter a

Tão desejada
alegria, nada,

Sem que
esperasse senti

Que nada me
alegrava  a

Vida era amarga
e fria;

Já quase sem
vida!

Lembrei-me que
alguém

Poderia me
acolher, assim

Reconheci minha
estupidez

Caí de joelhos,
clamei por

Socorro, já
quase sem vida

Apenas seu nome
sabia

Chamar...Meu
JESUS!!

Dono  da minha vida que
Me acolheu,
salvando-me

Do inferno, me
trouxe no

Colo de volta à
casa dele e

Minha, OBRIGADA
SENHOR!


MENDUIÑA