quinta-feira, 7 de abril de 2011

Sonhar docemente - Marisa de Medeiros

Sonhar com eterna doçura
nas águas mais puras
da imaginação... voar na
velocidade do pensamento,
confrontos e sentimentos,
conflitos da emoção;
brincar de ser feliz;
o poeta não morre,
a inspiração recorre,
romantismo e sedução;
sonhar inesgotavelmente,
coração dilacerado,
canta a alma do poeta, o
amor que deveras sente
ou a dor que não mente;
sonhar e poder falar
pra você que o amor
é a mais pura verdade,
e o tempo não pára,
os sentimentos não calam,
entre amor e dor, o
coração do poeta,
sua marca eternizou,
com e por amor.


Marisa de Medeiros