domingo, 12 de dezembro de 2010

Apaixonada - Marida de Medeiros

Meu amor,
Você é meu Príncipe,
Em síntese, é essa vontade,
Arde e invade a liberdade de
Sonhar, desejar, suspirar,
Com manhas e artimanhas;
Render-te, exceder-me e
Fazer-te feliz, além do mais,
É tão real, fenomenal,
Meu bem, meu mal;
Caixinha de surpresas, na
Sutileza que só o
Amor faz e refaz;
Apaixonada, se mata ou cura,
Ninguém segura,
Sabe nós dois, e,
Mais ninguém...

ApaixonadaMarisa de Medeiros