sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Vivendo - Sulla Fagundes

Vivendo
vivendo tantas coisas ..
outras sem viver por medo
como um livro aberto sigo ...
vivendo
sem ancoras com rugas
sem medos com tantos receios
vivendo
sou apenas amante do meu amor
sonho com memórias antigas
lamentos
senhora de mim.... não morri ainda ...
nem morrerei agora ....
não morri tudo em mim... nasci agora
entre linhas que acredito ...
encanto minha amada mais amada ...
senhora da minha emoção sem preconceitos
abortei os preconceitos ,coisa de poeta ...
apaixonado ...
sou assim... livre apegada aos detalhes
nas curvas lindas da amada e descreve-la
no papel ...
como o mais lógico e mágico verso....
trago-a presa ao peito como a viola ...canção
nas noites e madrugadas a visita-la ....
num toque de extrema sutileza

Vivendo - Sulla Fagundes