sábado, 27 de novembro de 2010

Remoendo o Passado - Antonio Kleber Mathias Netto

Um silêncio patético me envolve,
sinto o manto da dor e da saudade.
É a força da lembrança que me invade,
é o sonho não cumprido que me move!

Vivo sombra e motim, pragas da idade
- abismo e caos que emergem da memória –
tecendo uma pungente e atroz história,
a revelar tristezas e verdades!

Eventos dolorosos do passado
chegam-me duros, ásperos, matreiros,
reavivando fantasmas esquecidos!

Entregue ao pranto, agora vence o enfado,
revivendo o destino dos herdeiros
que ao invés da riqueza herdam encargos!


Remoendo o Passado - Antonio Kleber Mathias Netto