terça-feira, 9 de novembro de 2010

O Vazio - Gladis Deble

O vazio que aqui ficou
quando o laço se rompeu
mostra o caminho sem volta
que meu corpo percorreu.

Caminho de águas profundas,
denso acaudal de saudades
onde mergulho os pincéis
marejados de vontades...

Mar que versejo sem rumo
sem remos meu barco vai,
retoques nas cores puras
que desta palheta sai.

Chorei o vazio na praia
já cansada de esperar,
não conclui o poema,
e o quadro?Não terminei de pintar.


O Vazio - Gladis Deble