sábado, 27 de novembro de 2010

Meros Mortais - Antonio Kleber Mathias Netto

Somos a podridão materialista,
arremessada ao jeito da incerteza.
A decisão que resta sobre a mesa
é trabalho da morte calculista!

O arrojo da banal quiromancia
termina em pasto à dura realidade,
pois não basta mostrar a identidade
do sonho, da esperança e da magia!

Na impulsão do viver, a preferida,
de todos os destinos que se enfrente,
é a desgraçada morte, é a vã partida!

É fato que estremece toda a gente,
basta que o véu do luto encampe a vida
de rico e livre ou pobre e dependente!


Meros Mortais - Antonio Kleber mathias Netto in Tuna - Editora Zem, Teresópolis, Rio 2008.