quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Último Andar - Edson Soares (Poeta)

Não vemos a morte como a vêem os poetas.
Por isso não gostamos de falar em morte.
Ah! como não querer ir para o último andar?...

Como?... se é lá que os passarinhos se abrigam,
“se escondem  para ninguém os maltratar;”
se é lá que  fontes eternas de água viva mitigam
a nossa sede e nos refazem e nos apaziguam,
e  nunca mais o mundo vai nos angustiar...

Ah! como não querer ir para o último andar?!...


Último Andar - Edson Soares – POETA – 25/02/2010
        ....direitos preservados....