sábado, 30 de outubro de 2010

Apaixonada - Marisa de Medeiros

Dobro as esquinas
Da minha inquietação
Vôo alto num salto na escuridão
Tiro o salto e não alcanço o chão
o brilho do risco me embaça a visão
o perigo,o grito contorna o coração
sou fera indomável pra qualquer razão
arrisco um palpite e sou sedução
Apaixonada sou tudo desconheço o nada
Sou atrevida...ousada
Some o medo
Sou segredo
Mistério indecifrável
Sou prazer...vontade...desejo
Bagagem em cena
No palco da cena
Sou mulher...sou plena...


Apaixonada - Marisa de Medeiros
http://poetisamarisamedeiros.blogspot.com/