quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Amor Ardente , Sempre... - Marisa de Medeiros

Esse amor,
Não é pre-estabelecido,
Muito menos calculado,
Incondicional e apaixonado;
Teu olhar imaginário,
Cenário real ilimitado;
Livre e inusitado, como
Pássaros que cantam,
Pousam nas mãos e coração,
Porque sabem que podem voar;
Se ficam é por querer e por amar;

Esse amor é sério,
Às vezes, tira e sai do sério;
Constroi um Castelo Encantado,
Um lago, um barco,
Embarco no teu abraço;
Entrego-me ! Faço e desfaço,
Pra depois refazer,
Novamente dizer: Eu te amo !
Como nunca e sempre.
Amor Ardente , Sempre... - Marisa de Medeiros