segunda-feira, 20 de setembro de 2010

A Violência Escolar -Artigo - Silvia Ferrari e Marly Burger

Este artigo busca retratar se e quanto a violência escolar afeta o comportamento docente após submissão a eventos constrangedores em seu ambiente ocupacional. Para tanto, foi realizada uma pesquisa com professores vítimas da violência escolar, na forma de entrevistas semi-estruturadas, em cidade do interior do Estado de São Paulo. A pesquisa conclui que a escalada da violência escolar provoca sentimentos díspares no profissional docente: ao lado do prazer de ser um educador ativo e engajado em questões político-pedagógicas relevantes, desespera-se com os confrontamentos perfeitamente evitáveis se os educandos recebessem adequada orientação familiar em relação ao necessário respeito ao ser humano.

Sílvia Olinda Biagi Ferrari é médica pela FAMEMA – turma de 1977. Possui especialização em Ginecologia e Obstetrícia; especialização em Saúde Pública e Saúde da Família; especialização em docência no ensino técnico e superior; aluna do curso de pedagogia das faculdades COC.


Marly Aparecida Franzão Burger é psicóloga. Possui especialização em Administração Estratégica com ênfase em Marketing e Recursos Humanos; Mestrado em psicologia escolar pela PUC-Campinas; Docente do Centro Universitário UNITOLEDO – Araçatuba – SP


Leia o Artigo na íntegra:
http://www.psicopedagogia.com.br/new1_artigo.asp?entrID=1285