terça-feira, 21 de setembro de 2010

O Tempo não Para - Amarilis Pazini Aires

Abra a porta do tempo

infinque os pés no pântano

escorra as lágrimas no lenço

dê mais um passo...adiante.


O rio segue o seu curso

o ar navega no vento

o mar carrega consigo

o passado envelhecido.


Abra o sol do dia

abraça o hoje...é vida,

o ontem ficou antigo

nos sonhos esquecidos.


Agora... é um novo horizonte,

veja a vida com a idade

aquela que construistes

caminhando na longa estrada.


O tempo não para,

reconheça-se no agora

não queiras viver hoje

o ontem...já foi embora.



Amarilis Pazini Aires