quarta-feira, 29 de setembro de 2010

HaiKais dos Olhares - Antoniella Devanier

Brilho nos olhos
Cheiro no ar exala
Luzes nos corpos

Desejo assaz
Abre o mar com as mãos
No verão fugaz

Olhos sorvendo
Silêncio infinito
Do sentimento

Palavras nadam
Sons e ritos contidos
Que se desnudam

Mar de suas mãos
Desmancham os rochedos
Porto: Coração

Inconsciente
Navego na sua boca
Com alma quente

Troco poesia
Pela língua do beijo
Pura magia.

Kaikais dos olhares - Antoniella Devanier