terça-feira, 28 de setembro de 2010

Devaneios de um Metaleiro - Um Exilado

Quando tempo faz?Um ano e meio,dois anos?
Acho que a vida inteira...
Garota,você tirou o meu chão
Mexeu com minha cabeça
E antes que eu enlouqueça
Te amo...
Como fui tonto esse tempo todo
Achando que amor era para os fracos
Você me fez forte...
Temos um mundo de distância
Mas em meu peito a chama forte proclama
Você é minha...
Nem que a terra se abra sob meus pés
Nem que tenha que ir até o Céu
Ou ao Inferno
Iremos ficar juntos...
Nesta e em todas as nossas vidas
Minha vida te pertence
E a sua é Minha...
Minha Vida...
Meu Amor...
Meu Coração...
Pra Sempre...

Devaneios de um Metaleiro - Um Exilado